quinta-feira, 16 de agosto de 2012

MAIS UM VIAJANTE


Esse ou aquele viajante
Que ainda, andando por caminhos errantes

Sem ter aonde repousar...
Quem será!?
  -Talvez eu saiba quem são:
São os meus e os teus sonhos
Sem destino por essa imensidão

Imensidão da vida e imensidão de mundo,
Que dentro da alma num desejo profundo
Constroe lindos castelos de pedras ou de areia
Que um forte vendaval as vezes destrói

Quem sabe se algum dia
Ao longo do caminho ou dos anos
Acertando ou por engano,
Com pensamentos sonhados também
Coloca no topo de uma grande montanha
Uma luz forte a brilhar, os sonhos de aquém!




5 comentários:

  1. ESSE PODERÁ SER QUALQUER UM DE NÓS.

    ResponderExcluir
  2. Amiga Marluce vim retribuir sua visita, saiba minha querida que a recíproca é a mesma, admiro muito a mulher guerreira que és, e seus poemas eles conseguem tocar a nossa alma!
    Maravilhoso este seu poema, me encanto quando venho aqui no seu blog.
    Beijos na alma, e um ótimo e abençoado final de semana!
    Clarice Moreno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clarice. Obrigado pela honrosa visita e gentil comentário. Te admiro muito. Bjs!!!

      Excluir
  3. Poeta ou poetiza
    O que menos importa é a forma de lhe chamar
    O mais importante é que as tuas palavras
    A alma podem tocar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bonito Jó o seu comentário. Sei que tenho muitos poetas . Obrigada minha linda. Te amo.

      Excluir