domingo, 20 de março de 2011

Não vi o Beija-flor chegar no meu quintal

    Vamos falar um pouco de tantas coisas que gosto  como: plantas,  flores,  pássaros;  inclusive o menor de todos. Talvez.além de tanta bondade do nosso Criador,  as vezes escrevendo como agora, olhando as flores do meu quintal, escuto o cri-cri do Beija-flor,  digo eté  que ele é meu. Pois ele chega, beija todas as flores e ainda faz pose no varal. Se sacode todo, limpa suas lindas penas com seu bico finísssimo, e ainda faz piruetas com seu par, ou com  seus irmãos. Senti  saudades,  porque ele passou  alguns dias  sem me visitar, e, diante dessa demora eu escrevi:

                           

Não vi meu Beija-flor chegar no meu quintal,
Ele faz um cri-cri interessante dando sinal,
Avisando que chegou ou que vai sair,
E eu fico a olhá-lo, a sorrir.

Levanto-me de onde estou e vou procurá-lo,
Sem óculos não dá, vou colocá-lo.
E aí bem quietinho no varal
Lindo, lindo o Beija-flor do meu quintal

Eu digo sempre que ele é meu, somente meu;
Pois desde bem pichotinho ele vem me ver,
Acho que é o menor da família beija-flor,
Ele é lindo e pequeno, só vendo para crer.

03.11.2008__Marluce Aires da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário